quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

BACARDI

BACARDI

Quando pensamos em rum, logo o que vem em nossas mentes são imagens dos piratas. Uma associação muito explorada em histórias, desenhos e filmes. Agora, quando pensamos em marca de rum, a BACARDI é a mais famosa e proeminente do mundo. Não importa aonde o rum seja feito, com que ingrediente é misturado, quando a marca do morcego está presente, todos sabem que é BACARDI, cujo sabor exclusivo inspirou os pioneiros da coquetelaria a inventar alguns dos drinques mais famosos do mundo, incluindo o Mojito, o Daiquiri e o Cuba Libre.
-
A história
Facundo Bacardi Massó, nasceu em Sitges (Barcelona) no ano de 1813; tinha somente 14 anos quando imigrou para Cuba, onde prosperou como importador de vinhos e outras mercadorias. Em meados do século XIX, o catalão conheceu um vinhateiro francês que decidiria a sua vida frente ao rum mais popular até então: o jamaicano. Este “vinho de açúcar”, como também era chamado essa aguardente obtida pela fermentação e destilação do melaço de cana-de-açúcar ou da trituração de canas-de-açúcar frescas, possuía características refinadas e aroma suave, capaz de curar doenças e exorcizar os “demônios” do corpo. Porém, o paladar agressivo do rum, uma bebida de péssima qualidade na época, causava muita dor de cabeça e desconforto no dia seguinte. Era a conhecida ressaca. Foi então que Facundo criou uma fórmula secreta de um rum mais suave, muito mais agradável ao paladar. Primeiramente começou a produzir para o seu próprio consumo um rum refinado graças às técnicas apuradas de filtragem, para as quais utilizava carvão com o objetivo de reter as impurezas e conseguir assim um sabor agradável, que melhorava muito o paladar da bebida, deixando-a não tão forte. Seus amigos começaram a experimentar a bebida e logo fizeram a fama de Dom Facundo, que começou a distribuir cada vez mais o rum entre seus conhecidos. Esta pequena distribuição entre familiares e conhecidos deu origem a idéia de estabelecer um pequeno comércio, para então colocar à venda a bebida.
- -Em 4 de fevereiro de 1862, Don Facundo Bacardi comprou uma pequena destilaria por 3.500 pesos em Santiago de Cuba fundando a empresa Rum Bacardi y Compañia. A destilaria possuía velhos alambiques feitos de cobre e ferro para destilar rum, barris de envelhecimento, tanques de fermentação, além de uma colônia de morcegos que viviam nas vigas da velha casa, o que explica a presença da figura do animal nas garrafas do rum. Nesse dia, um ato muito simbólico ocorreu. Don Facundo plantou uma palmeira em frente à destilaria para simbolizar o nascimento do rum.- -Em dois anos, Dom Facundo experimentou diversas formas de destilar e filtrar a bebida, armazenou-a em barris de carvalho, trazidos dos Estados Unidos e Canadá, e chegou à “fórmula Bacardi”. Durante anos, a empresa se esforçou para sobreviver em meio à guerra da independência de Cuba e cresceu em torno dessa palmeira. Em 1877, Dom Facundo aposentou-se, passando o comando da destilaria para seu filho Emilio e o segredo de seu rum para seu outro filho, Facundo M. O primeiro seguiu o caminho da política e das artes e coube a Facundo M. dar continuidade ao grande negócio que seu pai havia criado. Em meados de 1890, o terceiro filho de Dom Facundo, José, abriu um escritório de vendas na cidade de Havana.
- -
Em 1898, após a derrota da Espanha na guerra Hispano-americana, a popularidade da empresa cresceu com a invenção de dois novos drinques: o Daiquirí, inventado pelo americano e coordenador de mineração, Jennings S. Cox, e a Cuba Libre, uma mistura de rum e Coca-Cola. Em 1910 o rum BACARDI foi engarrafado pela primeira vez fora de Cuba, na cidade espanhola de Barcelona, o que deu início a uma larga expansão internacional, transformando a empresa na primeira corporação cubana multinacional. Nos anos seguintes, Emilio expandiu a empresa para a Espanha, Estados Unidos e construiu uma nova destilaria em Santiago de Cuba. Após sua morte, com o início da lei-seca nos Estados Unidos, seu cunhado, Henri Schueg, terminou a construção do edifício da BACARDI, em estilo Art Déco, na cidade de Havana. O edifício atraiu um enorme número de turistas americanos que se reuniam para consumir coquetéis da BACARDI, como Piña Colada e Mojitos. Nos anos 30, a empresa internacionalizou sua produção. Em 1931, fundou uma fábrica no México. Em 1936, em Porto Rico. Após o término da Segunda Guerra Mundial, a empresa constituiu um escritório na cidade de Nova York para atender exclusivamente o crescente mercado americano.
- -Tudo ia bem até que, o jovem advogado Fidel Castro, que estabelecera um núcleo guerrilheiro em Cedera Maestria, em 1956, derrubou o regime em 1958, e assumiu o controle da ilha em 1959, confiscando os ativos da BACARDI então estimados em US$ 76 milhões, obrigando a família a exilar-se nos Estados Unidos. Nessa época o crescimento da empresa não era nada satisfatório e com o novo regime de esquerda na ilha caribenha a família construiu novas instalações nas Bahamas, Canadá, Estados Unidos e Espanha. Além disso, passou a produzir seu rum em novas instalações no Brasil em 1961. Apesar disso, Fidel Castro tentou vender o rum, pois achava que havia se apoderado da marca. Porém a BACARDI ganhou todos os casos e processos nas cortes da Inglaterra, França, Israel e Japão, onde ele tentou vender o produto. Em meados da década de 70, o rum da BACARDI tinha se transformado no maior sucesso de vendas nos Estados Unidos e conseqüentemente no mundo. Em 1983, finalmente BACARDI se converteu na bebida mais vendida do mundo com a marca de 200 milhões de caixas produzidas.
- -Na década de 90, a empresa diversificou sua gama de produtos com lançamentos de diversas versões de rum misturadas aos mais infindáveis sabores de frutas, além de, em 1993, adquirir a tradicional Martini, empresa italiana, fabricante do legítimo Martini. Além disso, introduziu uma linha de famosos drinques, como Daiquiri, Piña Colada e Margarita, misturados ao rum BACARDI e sucos de frutas prontos para beber. Em 2008, aderindo à tendência já seguida por grandes marcas a BACARDI inaugurou uma loja conceito em Nassau, nas Bahamas, onde são vendidos os produtos das várias marcas do portfólio da empresa, além de acessórios que não têm exatamente a ver com bebidas, como camisas e bonés, além de produtos exclusivos. Recentemente, em 2009, no lançamento mundial das novas embalagens da linha de runs com sabores BARCARDI, com o objetivo de agregar os conceitos de estilo e sofisticação a marca, novos sabores para a bebida também foram anunciados. Eram sete as opções de sabores para o rum: limão, laranja, framboesa, maça, pêssego, melancia e coco. Depois de mais de 150 anos de tradição, mais de 300 prêmios, não é estranho que o rum BACARDI seja o mais popular e vendido do mundo.- -A linha do tempo1862● Lançamento do BACRADI CARTA BLANCA, o clássico e original rum da marca. Esse rum é atualmente chamado oficialmente de SUPERIOR.
1987
● Lançamento do BACARDI BREEZER, uma bebida alcoólica com 4 a 5% de rum e sabores variados como limão, abacaxi, laranja, melancia e outros. Inicialmente esta bebida foi desenvolvida para o mercado americano.
1993
● Lançamento de uma bebida em lata que misturava o rum BACARDI com Coca-Cola. Uma espécie de cuba libre pronta para beber.1995● Lançamento do BACARDI LIMÓN, combinação do tradicional rum Carta Blanca com frutas cítricas como limão e lima, resultando em uma acidez agradável e uso bastante versátil, especialmente na preparação de coquetéis.
1996
● Lançamento do BACARDI SPICE, rum com 40% de graduação alcoólica derivado de uma combinação de nove tipos de runs e especiarias como gengibre e canela, envelhecido por dois anos em barris de carvalho.
2001
● Lançamento do BACARDI O, rum extremamente saboroso feito com misturas de laranja, tangerina e mandarim. Nos primeiros quatros meses foram vendidas 230 mil caixas do produto.
2002
● Lançamento do BACARDI SILVER, bebida pronta para beber que misturava rum a sabores cítricos.
2003
● Lançamento do BACARDI COCONUT, uma bebida composta pela mistura do rum com a essência do coco.
● Lançamento do BACARDI RAZZ, rum cuidadosamente produzido, trazendo essências de framboesas e cerejas doces e escuras.2006● Lançamento do BACARDI BIG APPLE, elaborado através das melhores e mais saborosas maçãs, como Fuji, Golden Delicious e Granny Smith, que combinadas ao rum resultam em um incrível e único sabor.
● Lançamento do BACARDI MOJITO, uma bebida pronta para beber com rum, club soda e hortelã.
● Lançamento do BACARDI GRAND MÉLON, uma mistura de rum com suco de melancia.2007● Lançamento do BACARDI SILVER RAZ, uma mistura exótica de rum com framboesa.
● Lançamento BACARDI PEACH RED, uma mistura de rum com pêssego.2009● Lançamento do BACARDI DRAGON BERRY, uma mistura exótica de rum, suco de morango e “Dragon Fruit”, uma fruta conhecida no Brasil como Pitaia.2010● Lançamento do BACARDI TORCHED CHERRY, uma mistura de rum, cerejas de Barbados e uma planta africana chamada Torched Aloe.
- -
A empresa conta ainda com outras derivações de rum como o BACARDI 8, originalmente uma bebida particular da família Bacardi, é o rum mais sofisticado e complexo da marca, amadurecido por mais de oito anos em barris de carvalho cuidadosamente selecionados; BACARDI Select (rum com 40% de graduação alcoólica); o BACARDI Reserva Limitada, feito de runs amadurecidos em tonéis de carvalho branco americano ligeiramente queimados e somente disponível no Centro de visitantes da Casa Bacardi (Cataño, Porto Rico), na loja da BACARDI em Nassau, em lojas refinadas em toda a Bermuda e em seletas ilhas do Caribe; BACARDI 151, rum de alto teor alcoólico, aproximadamente 75.5%; BACARDI AÑEJO, um rum super premium envelhecido por três anos; BACARDI SOLERA, envelhecido em barris de carvalho e no sistema de solera; e o BACARDI GOLD, rum de aroma intenso, robusto, amadurecido em barris de carvalho americano queimado.
- -A casa do morcegoInstalada em Porto Rico desde 1936, a fábrica da BACARDI mantém à disposição dos turistas um centro de visitantes. A 15 minutos da cidade de San Juan, em Cataño, a Casa Bacardi, inaugurada pela empresa em 2003, possui sete salas que abrigam desde a história da família fundadora até dados sobre a fabricação do rum. Além disso, há espaços interativos em que o turista pode apreciar os diferentes aromas e sabores das variações da bebida. Destaque para a reprodução da antiga fábrica Bacardi, em Cuba, onde tudo começou, com móveis, fotos e documentos originais. No final, a degustação de drinques e o convite às compras.
- -O símbolo do morcegoO símbolo do Morcego aparece em todo rótulo dos produtos que levam o nome e a marca BACARDI. De acordo com a família, isto começou em 1862 quando a esposa de Dom Facundo, Doña Amália Lucía Victoria Moreau, sugeriu que o morcego fosse utilizado como marca registrada de seu novo rum. Ao entrar na primeira destilaria de BACARDI, Amália notou uma colônia de morcegos frutíferos que viviam nas vigas da edificação. Morcegos tinham grande significado no mundo de Doña Amália. Como uma amante das artes, ela conhecia os Taínos, um povo nativo já extinto de Cuba, que acreditavam piamente que morcegos eram considerados portadores de bens culturais. E conhecia uma lenda local que dizia que os morcegos traziam saúde, sorte e unidade familiar. A sugestão dela também era inteligente e pragmática. Por causa da alta taxa de analfabetismo no século 19, o produto precisava de um símbolo gráfico fácil de lembrar - uma marca registrada - para ser identificado e assim vender muito. Rapidamento o rum ficou conhecido como “Ron del Murciélago”. As criações de Dom Facundo ficaram rapidamente conhecidas em Cuba, especialmente dois novos runs: um era cuidadosamente envelhecido, rico, escuro e fácil de tomar; o outro era leve, suave, sofisticado e fácil de beber. Mas a mitologia em torno do animal símbolo da marca, também ajudou, pois a novidade do morcego corria de boca em boca, junto com a notícia de seus novos runs.
- -A grande festa
O BACARDI B-LIVE, maior evento de música patrocinado por uma marca de bebida destilada do mundo, foi primeiramente lançado em maio de 2006 na cidade de Londres, e desde então, mais de 25 países se tornaram palco de colaborações inéditas e exclusivas, conceito principal do projeto. As apresentações em Ibiza na Espanha, contaram com parcerias de peso entre respeitados Djs e músicos como: Andy Cato do Groove Armada e o DJ Alex Wolfenden. Outro destaque do projeto foi o Bacardi B-Live Miami, em março de 2007, que uniu o mundialmente famoso DJ Paul Oakenfold com a orquestra clássica da Flórida. No Brasil, teve início em junho de 2007 com outra apresentação nunca vista: o DJ iraniano Sharam, da dupla Deep Dish, e o percussionista brasileiro Beto Abud, que dividiram o placo com uma apresentação contagiante que passou por Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte. Em 2008, a turnê global continuou, agora com uma parceria inédita com o Groove Armada, grupo inglês de música eletrônica, em festas exclusivas ao redor do mundo. O Brasil foi escolhido para ser um dos destinos do evento que aconteceu em um dos maiores cartões postais do país, o Morro da Urca, no Rio de Janeiro. Até hoje, aproximadamente 1.400 artistas já participaram dos 300 eventos organizados pela marca, que foram assistidos por mais de 500.000 pessoas.
- -Os slogansAlive with Taste. (2007)You in?
Welcome to the Latin Quarter.
Live like you mean it.
(2003)
They get the job done. (Bacardi & Cola)More drinkable than ever.
You know when it's Bacardi.
Just Add Bacardi.
The way it should B.
(Inglaterra)
- -Dados corporativos● Origem: Cuba
● Fundação: 4 de fevereiro de 1862● Fundador: Facundo Bacardi Massó● Sede mundial: Hamilton, Bermuda
● Proprietário da marca: Bacardi & Company Limited
● Capital aberto: Não
● Chairman: Facundo L. Bacardi● Presidente & CEO: Seamus McBride
● Faturamento: US$ 3 bilhões (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Fábricas: 27
● Presença global: 180 países
● Presença no Brasil: Sim
● Funcionários: 6.000
● Segmento: Bebidas alcoólicas● Principais produtos: Rum e derivados● Slogan: Alive with Taste.● Website: www.bacardi.com
-A marca no mundo
A marca BACARDI, conduzida pela oitava geração de Dom Facundo, comercializa seus aclamados runs em mais de 180 países, empregando aproximadamente 7 mil funcionários no mundo e tendo mais de 60% do mercado mundial de rum. A marca é líder, com 67% de participação de mercado, vendendo anualmente 21 milhões de caixas de 9 litros (mais de 240 milhões de garrafas). Atualmente, o rum BACARDI é produzido nas Bahamas, Índia, México, Panamá, Trinidad e Porto Rico, além de ser engarrafado em fábricas na Austrália, Brasil, Canadá, Costa Rica, Alemanha, Nova Zelândia, Espanha, Suíça, Grã Bretanha e Estados Unidos.
-
Você sabia?
● A BACARDI LIMITED é proprietária de marcas famosas como as vodcas Grey Goose e Eristoff; o uísque Dewar’s; a tequila Cazadores; o gim Bombay Sapphire; e o vermute Martini & Rossi.
● Apesar da marca BACARDI ter nascido em Cuba, hoje em dia, seus runs não são comercializados nas ilhas caribenhas.
● O escritor americano Ernest Hemingway celebrou seu Nobel de Literatura, em 1954, numa festa patrocinada pela BACARDI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário